SHOW DA BANDA OPETH - 19/07/2015

July 21, 2015

No dia 19 de julho de 2015, o Carioca Club recebeu pela segunda vez a banda sueca Opeth. O show fez parte da turnê de comemoração dos 25 anos da banda, a qual já passou por diversos países. A apresentação em São Paulo encerrou a perna latíno americana iníciada no México e que passou também pelos nossos vizinhos Chile e Argentina.

 

Fomos conferir esta apresentação do Opeth lá no Carioca Club e para a nossa surpresa, quando chegamos ao local, já havia uma enorme fila para a entrada. Ou seja, sinal de casa lotada. E significou também, ao contrário do que imaginávamos, que a base de fãs do Opeth no Brasil é bem significativa.

 

Quanto ao show, Mikael Åkerfeldt e cia. mostraram uma tremenda competência através de performances intensas, vibrantes e extremamente viajantes, levando o público literalmente à loucura.

 

O show começou pontualmente às 20 horas e a banda tocou intensamente por mais de duas horas. Refresco mesmo somente quando Mikael tecia seus comentários recheados por um certo humor contido e inteligente. Logicamente teve a cena tradicional de despedida seguida quase prontamente pelo "bis".

 

O setlist foi bem abragente em termos da carreira musical da banda, sendo apresentadas músicas de todas as fases. Foram 12 músicas (incluindo o "bis"). A abertura do espetáculo foi com a maravilhosa Eternal Rains Will Come, onde a galera da audiência logo percebeu que o show valeria cada centavo pago. Foram oito minutos de pura viagem seguidas por outros petardos alucinantes: Cusp of Eternity; The Leper Affinity; The Moor; Advent; Elysian Woes; To Rid the Disease; The Devil's Orchard; April Ethereal; Heir Apparent; The Grand Conjuration. 

 

Antes de tocarem The Grand Conjuration, Mikael Åkerfeldt anunciou que iriam tocar a última canção, o que logicamente não aconteceu. Após a performance da música, todos os integrantes deixaram o palco escurecido e ficaram nos bastidores por aproximadamente um minuto curtindo os gritos da galera clamando pelo gran finale. E não deu outra... Os caras voltaram e o mestre de cerimônias, mais uma vez com bom humor, apresentou a banda. E ao final, mais uma vez, levaram o público ao delírio total com a execução perfeita de Deliverance.

 

Ponto ligeiramente negativo, se é que podemos assim classificar, foi o volume um pouco baixo do microfone de Mikael Åkerfeldt nas performances guturais. Mas nada que comprometesse seriamente as apresentações.

 

No geral, o que ficou do show foi a enorme satisfação de perceber a grande categoria e técnica de todos os integrantes, pois aquilo que ouvimos através dos discos gravados em estúdio foi entregue com perfeição pela banda nesta apresentação ao vivo. Os caras mostraram que realmente sabem o que estão fazendo. São músicos de primeiríssima linha.

 

Infelizmente, assistimos ao show na pista e no meio da galera e não foi possível fazer os registros em foto e vídeo que gostaríamos. Mas para que vocês possam ter uma ideia do que vimos e ouvimos, confiram a seguir o vídeo que fizemos na abertura do espetáculo; mesmo sendo um registro com qualidade técnica inferior, temos certeza que conseguimos capturar a energia implícita no show como um todo.

 

A conclusão final: quando o Opeth voltar ao Brasil, vamos querer estar lá novamente.

 

 

 

Please reload

Featured Posts

BANDA INGLESA "JAMES" FAZ SHOW SENSACIONAL NA TORRE DE BELÉM

September 9, 2019

1/10
Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive