SHOW GLENN HUGHES EM SÃO PAULO - DIA 16/08/2015

August 18, 2015

A data de 16 de agosto de 2015 vai ficar marcada em minha memória para sempre. Este foi o dia em que este rockeiro assistiu a um dos melhores shows de sua vida.

 

O palco era, pela terceira vez, a casa de Shows Carioca Club, a qual estava lotada por fãs de todas as idades, ávidos por ouvir "A VOZ DO ROCK" ecoar lancinante e magistralmente mais uma vez em solo paulistano.

 

Como um bom britânico, Glenn Hughes subiu ao palco do Carioca Club pontualmente às 20 horas e 30 minutos, devidamente acompanhado de seu poderoso time; o guitarrista americano Doug Aldrich e o baterista sueco Pontus Engborg.

 

Como não poderia deixar de acontecer, o público que lotava a casa honrou Glenn Hughes, Aldrich e Engborg de forma extremamente calorosa, o que deixou Hughes e os demais bastante emocionados.

 

Antes de continuar falando sobre o show propriamente dito, vale contar um pouco sobre os outros dois integrantes que estão acompanhando Glenn Hughes durante esta tour. Ao circular pelas dependências do Carioca Club, ouvi várias pessoas que desconheciam Doug Aldrich e Pontus Engborg (especialmente este último - eu mesmo nunca havia ouvido nada sobre ele).

 

Doug Aldrich é americano, nascido na Carolina do Norte no ano de 1964; trata-se de um excelente guitarrista que já tocou na banda do saudoso Ronnie James Dio e que integrou o Whitesnake entre os anos de 2003 e 2014. Ou seja, o cara tem currículo de sobra e mostrou todo o seu talento durante o show deste último domingo.

 

Pontus Engborg nasceu na Suécia no ano de 1980 e, segundo seu site oficial, maneja as baquetas desde os tenros sete anos de idade. No ano de 2000, Pontus foi para Los Angeles tentar a sorte e tocou com muita gente boa, em muitos bares e em muitos estúdios da região. Em 2007, já de volta à sua terra natal, formou com amigos de longa data uma banda chamada Confusion, tocando músicas próprias, as quais são uma mistura de rock, jazz, funk e blues. Em 2010, Pontus foi convidado a integrar a banda de Glenn Hughes e, desde então, vem acompanhando as diversas turnes que Hughes tem feito pelo mundo. Ainda, segundo informações contidas em seu site oficial, Pontus Engborg já tocou com diversos outros nomes expressivos do rock, tais como Bobby Kimball (Toto) Steve Augeri (Journey) e Joe Lynn Turner (Deep Purple/Rainbow), entre outros.

 

Como podem notar pelas informações acima, Pontus Engborg é também outro músico com currículo fortíssimo. Vale ressaltar que o cara é grande e forte e passa todo este vigor físico para a bateria, valorizando sobremaneira a apresentação comandada pelo mestre de cerimônias Glenn Hughes.

 

Voltando ao show, os caras não poderiam ter escolhido uma música melhor para iniciar o ataque: Stormbringer. A galera literalmente foi à loucura logo nos primeiros acordes da guitarra de Doug Aldrich e todos ficaram ensandecidos com os potentes agudos lançados ao ar por Glenn Hughes. Vou ser sincero... Se houvesse quaquer problema e o show tivesse que ser interrompido após esta primeira música, o valor do ingresso já teria valido a pena.

 

O que se viu e ouviu após este início espetacular foi uma sequência de músicas que abordaram todas as fases da carreira de Glenn Hughes, passando por Trapeze, Deep Purple, Black Country Communion, California Breed e também vários sons da sua carreira solo. Eu, particularmente, não consegui identificar todas as músicas apresentadas, pois algumas eu não conhecia; mas com a ajuda do amigo Guilherme Vignini, consegui o setlist completo: 

 

1. Stormbringer (Deep Purple)

2. Orion (Glenn Hughes)

3. Way Back to the Bone (Trapeze)

4. Sail Away (Deep Purple)

5. Touch My Life (Trapeze)

6. One Last Soul (Black Country Communion)

7. Mistreated (Deep Purple)

8. Good To Be Bad (Whitesnake)

9. Can't Stop the Flood (Glenn Hughes)

10. Sweet Tea (Caliornia Breed)

11. Addiction (Glenn Hughes)

12. Soul Mover (Glenn Hughes)

BIS

13. Black Country (Black Country Communion)

14. Burn (Deep Purple)

 

O show teve vários pontos altos; Way Back To The Bone, com sua levada setentista repleta de grooves, agradou bastante; One Last Soul, sucesso da época do Black Country Communion, foi acompanhada por grande parte da audiência; porém, lá por volta da metade do espetáculo, quando Doug Aldrich iniciou um solo de guitarra que durou pouco mais de dois minutos, a galera já pressentia que o melhor estava por vir... E não deu outra: Mistreated. Foram mais de 15 minutos performados pelo trio comandado por Hughes de forma magistral, com direito a toda sorte de performances vocais, solos de guitarra e viradas de bateria. David Coverdale que me perdoe, mas esta foi uma das melhores versões de Mistreated que eu já tinha ouvido.

 

O show seguiu de forma incontestavemente excelente até que a banda se despediu de todos, fazendo aquela tradicional firula que antecede ao final de qualquer bom espetáculo de rock. E os petardos finais foram a fortíssima Black Country, música onde Hughes mostra toda a sua habilidade em debulhar o contra-baixo, e a estonteante Burn, sucesso que consagrou Glenn Hughes como um dos grandes vocalistas do rock and roll.

 

Um músico da envergadura de Glenn Hughes fatalmente gera polêmicas na escolha do setlist de seus shows. Desta forma, ao término da apresentação todos ficaram com aquele gosto de "quero mais". Sentiu-se falta de pelo menos mais duas canções: You Keep On Moving e This Time Around; mas realmente seria difícil compor um arranjo para estas canções sem a presença de um tecladista na banda.

 

Terminado o show, o que restou foi a endorfina circulando pelo corpo. Fui para minha casa e lá chegando o sono não vinha. Resultado: somente consegui dormir lá pelas duas da matina. Extase total!

 

Imagino que o mesmo tenha acontecido para boa parte daqueles que compareceram ao Carioca Club neste último domingo, dia 16 de agosto de 2015.

 

E eu termino esta resenha da mesma forma que comecei: este foi um dos melhores shows que já assisti em minha vida.

 

Salve Glenn Hughes!!! THE VOICE OF ROCK!!!

 

Please reload

Featured Posts

BANDA INGLESA "JAMES" FAZ SHOW SENSACIONAL NA TORRE DE BELÉM

September 9, 2019

1/10
Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive