QUEEN + ADAM LAMBERT - VOCÊ GOSTOU?

September 19, 2015

Salve Galera do Rock!

 

Sou fã do Queen desde a primeira vez que vi um videoclipe da banda no saudoso "TV 2 Pop Show" (posteriormente "Som Pop"), programa exibido na década de 1970 pela TV Cultura de São Paulo.

 

Bohemian Rhapsody, Somebody To Love, We Are The Champions, Bicycle Race... Todas estas canções figuraram com destaque nos programas de clipes da TV brasileira nas décadas de 70 e 80.

 

Através destes videoclipes e dos discos de vinil que um amigo me emprestou (na época este amigo tinha todos os discos de catálogo do Queen já lançados - até o The Game), passei a admirar o Queen com fervor. Nesta época - estou me referindo aos anos de 1980 e 1981 - o Queen tornou-se a minha banda de cabeceira.

 

Ai veio o show no estádio do Morumbi em março de 1981. E lá estava eu, com 17 anos, assistindo pela primeira vez a um grande espetáculo de rock. E que show! Foi uma experiência maravilhosa!

 

Em 1985 o Queen veio ao Brasil novamente para a primeira edição do Rock In Rio. Desta vez eu não estava lá. Mas os registros em vídeo permitem que vejamos uma banda no auge de sua forma, esbanjando técnica, talento e vigor como poucos conseguem. E tendo Freddy Mercury como maestro absoluto da banda e do público!

 

Enfim, meu caros amigos do rock, é neste contexto que me inspirei para falar brevemente sobre o projeto do Queen com o cantor Adam Lambert.

 

Sendo bem curto e direto, desde a primeira vez que vi um registro em vídeo desta parceria dos dois fantásticos membros remanescentes do Queen com o jovem Adam Lambert, eu não gostei do resultado, tanto musical quanto visual. 

 

E ontem, ao assistir via televisão alguns trechos da apresentação deste projeto musical no Rock In Rio, mais uma vez fiquei decepcionado. Achei tudo muito forçado e artificial. E, infelizmente, notei uma falta de vigor e entusiasmo por parte da banda como um todo. Eu estava realmente cansado e com sono, fruto de uma semana de muito trabalho. E para mim, nada melhor que um bom show de rock para me tirar o sono. Pois é... Não foi o caso desta vez. Após alguns minutos assistindo ao show (e trocando mensagens com outros amigos inconformados via Whatsapp) comecei a bocejar sem parar e resolvi me preparar para dormir. Desliguei a TV sem a menor culpa e fui me deitar. 

 

Respeito profundamente o legado de Brian May e de Roger Taylor. Para mim, ambos são dois "monstros" absolutos da música mundial. Porém, desta vez sinto que eles se equivocaram.

 

Todavia, entendo que o atual cenário pop da música internacional permite que o projeto tenha certo sucesso e consiga farto espaço em grandes festivais, tal qual o Rock In Rio.

 

Finalizando, respondo a pergunta que fiz no título desta postagem com um sonoro, porém, respeitoso, "NÃO". Acredito que May e Taylor podem - e devem - continuar com este projeto de constante revitalização do Queen. Mas creio que Adam Lambert já teve o espaço mais do que necessário para mostrar seu talento e sua performance teatral. Sinto que o formato do projeto alcançou o topo da curva e que agora é hora de rever os conceitos.

 

E você? O que acha? Divida sua opinião conosco!

 

Um forte abraço.

 

Betão Star Trips

Please reload

Featured Posts

BANDA INGLESA "JAMES" FAZ SHOW SENSACIONAL NA TORRE DE BELÉM

September 9, 2019

1/10
Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive