VOCÊ CONHECE O METAL ALLEGIANCE?

December 4, 2015

 

Você curte metal pesado? Então esta matéria é para você!

 

Salve Galera do Rock!!! Mais uma vez me valho de uma reportagem da revista Roadie Crew e de outros materiais colhidos na internet para trazer até vocês algo muito especial.

 

Estou falando do projeto musical "METAL ALLEGIANCE".

 

Pauleira? Porrada na moleira? Meu! Duvido que o mais ensandescido dos headbangers não termine a audição do disco sem dor no pescoço. 

 

Vamos iniciar falando dos idealizadores do projeto. Vou começar pelo menos conhecido deles. Já ouviu falar de Mark Menghi? Pois é... Até alguns dias eu também não conhecia a fera. Trata-se de um executivo da indústria de instrumentos musicais e que toca baixo nas horas vagas. Mas parece que o sujeito é muito bem relacionado no meio metal e conseguiu a façanha de se aliar a três músicos muito influentes no cenário heavy metal atual: Alex Skolnick, guitarrista do Testament; David Ellefson, baixista do Megadeth; e Mike Portnoy (bom... quanto a Mark Portnoy fica dificil falar de qual banda o cara é ou foi baterista... atualmente ele está oficialmente no The Winery Dogs, entretanto, o cara já tocou com tanta gente...).

 

Apesar de pouco conhecido no mainstream, Mark Menghi é o cara que deu o ponta pé inicial no projeto... Segundo consta, foi ele quem agitou a galera depois de um auspicioso encontro dos demais músicos no cruzeiro rock and roll promovido pelo Motörhead (Motörhead's Mötorboat) no ano passado.

 

Pelo o que li na entrevista concedida à Roadie Crew (edição número 202 do mês de novembro/2015), Alex Skolnick e David Ellefson acabaram por fazer uma "jam" improvisada juntamente com Mike Portnoy, uma verdadeira brincadeira de músicos, a qual agradou a todos que estavam por perto, sendo que Scott Ian e Charlie Benante, do Anthrax, e mais uma pancada de gente instigaram os caras a tocar as músicas naquela noite, durante os shows que rolavam no navio. E pelo jeito, tudo foi um sucesso total.

 

E quem deu a sorte grande foi o tal Mark Menghi, que acabou participando desta brincadeira. Todavia, não foi apenas sorte. O cara deve ter enxergado ali uma grande oportunidade de fazer um lance legal com caras que, além de músicos extremamente talentosos e influentes, são mundialmente famosos. O cara agitou os demais imediatamente. E como a química entre todos rolou de forma natural, o projeto evoluiu a ponto de passar de algo que envoveria um simples álbum de covers para um projeto fortemente baseado em músicas inéditas, as quais foram compostas pelos caras num intervalo de apenas cinco dias.

 

Além do time de primeira linha que comanda a parte musical do grupo, outros tantos músicos extramente importantes no cenário heavy metal foram convidados para participar, principamente vocalistas. E neste importante complemento, temos nomes tais quais Phil Anselmo (Pantera), Troy Sanders (Mastodon), Chuck Billy (Testament), Mark Osegueda (Death Angel), Cristina Scabbia (Lacuna Coil), Jamey Jasta (Hatebreed), D. Randall Blythe (Lamb Of God), Andreas Kisser (Sepultura), Gary Holt (Exodus) e mais uma pancada de gente.

 

No mês de setembro, saiu do forno o álbum "Metal Allegiance", o qual conta com dez faixas extremamente fortes e cativantes. Trata-se de um mix de músicas que reunem o melhor do que se tem no atual cenário rock/metal. Há sons extremamente pesados, com vocais até beirando o gutural; mas há também músicas com uma forte pegada dos anos 1970 e 1980. Na verdade, acho que tem som para todos os gostos, em se tratando de heavy metal.

 

Ainda, segundo o que li na matéria publicada na Roadie Crew, há fortes intenções de que este projeto seja duradouro e que turnês sejam realizadas mundo afora, inclusive na América do Sul; falou-se até da possibilidade de uma passagem por estas bandas no início de 2016.

 

Para mim, o projeto está se tornando um dos grandes destaques deste ano de 2015 na cena metal. Foi realmente uma grata surpresa a audição das músicas. Fiquei realmente muito impressionado, tanto com relação à pegada fortíssima das canções, quanto em termos da qualidade das gravações e de toda a brilhante produção que envolveu o projeto como um todo.

 

Recomendo fortemente!

 

E para instigá-los a conferir o projeto na íntegra, seguem dois dos sons que estão sendo promovidos pela banda. 

 

Este som é "Gift Of Pain", com participação mais do que especial de D. Randall Blythe do Lamb Of God:

 

 

Este próximo som é divino! O nome da canção é "Dying Song", um rock mais cadenciado, com uma pegada mais doom metal e que lembra em alguns momentos os bons tempos do Black Sabbath, o qual conta com a brilhante participação de Phil Anselmo:

 

 

Forte abraço e até a próxima.

 

Betão Star Trips.

 

 

 

 

 

 

Please reload

Featured Posts

A SAGA DO VINIL... DE SÃO PAULO À LISBOA... E ALÉM...

March 1, 2020

1/10
Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive