EDITORIAL DE FINAL DE ANO

December 25, 2015

 

O ano de 2015 vai terminando e não tem jeito... De uma forma ou de outra acabamos por fazer uma retrospectiva de tudo o que aconteceu e começamos a imaginar o que virá pela frente no ano seguinte.

 

Por certo que está duro ver os noticiários e ter que conviver com tantas notícias desalentadoras a cerca de tudo o que está rolando no nosso querido Brasil. Por vezes prometo a mim mesmo parar de ouvir e ler notícias sobre a política e sobre nossos governantes, em todas as esferas (municipal, estadual e federal... Sem falar nos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário). Mas não tenho cumprido minhas promessas e acabo ficando com um sentimento de muita revolta.

 

Até pensei em fazer um editorial com cunho político e econômico. Mas aqui não é forum ideal para estas discussões, não é verdade?

 

Então me concentro mesmo é no bom e velho rock and roll, que para mim foi o que salvou a lavoura. Neste ano de 2015 tive a chance de ver vários shows bem bacanas... Mas ficou longe de ver todos os que eu gostaria, afinal, os preços estão extremamente altos. 

 

Fui conferir os dois dias do Monsters Of Rock em abril. Meu!!! Foi "du carai"... Pena mesmo foi o mal estar de Lemmy Kilmster, que impediu a apresentação que eu mais esperava, ou seja, Motörhead. Mas tirando esta ausência, as outras atrações foram avassaladoras, com destaque para Rival Sons, Judas Priest, Ozzy e Accept... Este último foi prá mim o melhor show do festival... Uma grata surpresa... Ah... E o Kiss???? Tá bom... Teve Kiss... Os caras são a encarnação do rock and roll... Sei bem o peso que os caras tem na cena rock mundial... Mas este editor não é fã ardoroso de Kiss... Gosto de várias músicas deles... Mas, definitivamente, tem muitas outras bandas que venero mais do que eles... Na minha lista, Kiss fica no pelotão intermediário... Peço desculpas aos fãs fervorosos.

 

Outro show que fiz questão de ver foi o da banda suéca OPETH. Já conhecia bastante os trabalhos de estúdio e queria muito vê-los ao vivo. Os caras se apresentaram em São Paulo, em setembro, no Carioca Club. Puta show bacana. Trata-se de uma banda que mostra ao vivo aquilo que faz no estúdio. Um show memorável e que fez com que a banda figure entre as "mais mais" de 2015 (pelo menos para mim).

 

Em outubro fui novamente ao Carioca Club. Mas desta vez fui ver um verdadeiro ícone do rock mundial. GLENN HUGHES. E o cara mostrou que, mesmo sessentão, continua sendo "The Voice Of Rock". Agudos lancinantes em contraste com o poderoso timbre de seu contra-baixo mostraram a todos os presentes o que o rock é capaz de fazer com quem sobrevive ao próprio rock. Acompanhado dos competentíssimos Doug Aldrich (guitarra) e Pontus Engborg (bateria), tivemos uma apresentação primorosa e que enalteceu as várias facetas da carreira de Hughes. Um show prá ficar na história.

 

E prá fechar o ano com chave de ouro, cravejada de diamantes, DAVID GILMOUR.

 

Não preciso falar nada sobre este evento, a não ser que este era o show que eu esperava ver desde sempre e que todas as minhas expectativas foram superadas. Foi o melhor show que eu já participei. Dificilmente outro irá superá-lo.

 

Com relação ao Glorioso Star Trips, creio que este foi um ano muito produtivo. Tive a ajuda de um grande amigo, Oity de Campos Neto, que se esmerou em produzir tantas e tantas matérias sobre bandas e eventos rockeiros e que me ajudou a levar a "Nau Capitânea Star Trips" a navegar pelos "sete mares" e ao sabor dos "quatro ventos" do bom e velho rock and roll.

 

Menção honrosa também para Thaís Seppe e Samuel Nunes, outros escudeiros do rock que dedicaram seu tempo a produzir matérias que foram veiculadas no nosso blog.

 

Enfim, com a ajuda dos amigos, o Star Trips cresceu. Começamos o ano com 150 seguidores. Hoje somos quase 260!!! Nossas publicações são visualizadas por milhares de pessoas mensalmente (numa única postagem tivemos mais de vinte mil visualizações - um marco na história do Star Trips).

 

Outra conquista que muito nos orgulha é a nossa constante parceiria com bandas novas e projetos que fomentam o crescimento do rock autoral nacional. Este ano divulgamos intensamente o trabalho de duas excelentes bandas brasileiras que lutam com todas as forças para divulgar seu trabalho autoral; estamos falando  das bandas "Macrosímios" e "Instinto Animal", para as quais destinamos matérias escritas e produções mais elaboradas, tais quais os podcasts "Pílulas de Rock". Também fomos conferir de perto o projeto "Ponto Pro Rock", o qual abre espaço mensal para apresentações de novas bandas do rock nacional que tem como proposta a apresentação de produção própria.

 

Enfim, meus caros amigos do rock. Assim foi o ano de 2015 para o Star Trips. Espero que em 2016, as novas parcerias que estamos alinhavando tragam cada vez mais abertura de novos espaços para o crescimento deste nosso canal. Afinal de contas, o rock sempre pede mais!!!

 

Finalizo este editorial de final de ano desejando a todos um Natal mais do que especial e um ano novo repleto de grandes realizações, sempre, logicamente, contando com uma boa trilha sonora rockeira.

 

Forte abraço e até a próxima!

 

Betão Star Trips.

Please reload

Featured Posts

BANDA INGLESA "JAMES" FAZ SHOW SENSACIONAL NA TORRE DE BELÉM

September 9, 2019

1/10
Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive