RAMMSTEIN NO MAXIMUS FESTIVAL - SIMPLESMENTE FENOMENAL


Vamos direto ao ponto. Foi um show memorável...


Mas a palavra memorável não basta para classificar um show do RAMMSTEIN...


PHODÁSTICO!!! Sim, este é o termo ideal para se referir ao show que os germânicos proporcionaram aos privilegiados que estiveram no Autódromo de Interlagos neste último dia 7 de setembro, no MAXIMUS FESTIVAL.


Do início ao fim do show, milhares de fãs foram literalmente à loucura, tanto com o som pesado e ao mesmo tempo viajante, quanto com o espetáculo repleto de explosões e efeitos visuais... Coisa que só Till Lindemann e seus asseclas conseguem fazer.


Os caras fecharam o Maximus Festival tocando nada menos do que dezoito músicas. Confira o setlist abaixo:

1) Ramm 4

2) Reise, Reise

3) Hallelujah

4) Zerstören

5) Keine Lust

6) Feuer frei!

7) Seemann

8) Ich tu dir weh

9) Du riechst so gut

10) Mein Herz brennt

11) Links 2-3-4

12) Ich will

13) Du hast

14) Stripped (Depeche Mode cover)

BIS 1:

15) Sonne

16) Amerika

17) Engel

BIS 2:

18) Te quiero puta!

Todas as músicas performadas pela banda cativaram a galera de forma geral... Mas certamente que algumas acabam sendo mais conhecidas e, quando tocadas, fazem o público reagir de forma mais efusiva.


Foi o caso de "Feuer frei!", "Ich tu dir weh", "Ich will", "Du hast", "Amerika" e "Engel"... Esta última, com Till Lindemann na forma de um anjo com asas soltando labaredas de fogo certamente fizeram a galera delirar.


A seguir, disponibilizo dois dos vídeos que fiz durante o show. O primeiro contempla "Ich tu dir weh" e o segundo mostra na íntegra as três músicas do primeiro bis. Infelizmente, a qualidade não é das melhores, afinal, fiz a filmagem com meu celular e a uma distância considerável do palco. Mas mesmo assim, tenho certeza de que todos irão captar a energia que rolou no show.


Rammstein - Ich tu dir weh - Maximus Festival Brasil



Rammstein - Primeiro Bis Maximus Festival Brasil




MAXIMUS FESTIVAL



Sendo bem sincero, meu foco neste festival era mesmo ver o RAMMSTEIN... De forma que não me preocupei tanto com as demais atrações do Maximus Festival.


Por esta razão, o primeiro show completo que pude acompanhar foi o da banda americana HALESTORM.


Galera, tornei-me fã desta banda... Além de ter a maravilhosa Lzzy Hale performando um vocal de cair o queixo, a sonoridade da música que eles fazem é muito forte e cativante. Confesso que nunca os tinha ouvido. E para minha grata surpresa, a cada música que eles performavam eu ia ficando cada vez mais interessado.


Lzzy Hale é um caso a parte. Além de linda, canta com uma força e personalidade impressionantes. E sua voz é maravilhosa. Outro destaque é seu irmão, Arejay Hale, que divide com ela o título de criadores da banda e que toca uma bateria lascada... O cara tem uma pegada certeira e debulha o instrumento de forma avassaladora.


Com relação às demais apresentações, nada me impressionou tanto quanto o Halestorm.


Bullet For My Valentine faz um som que mistura trash com new metal e, na minha opinião foi "OK"... Porém, sei lá se não passaram o som antes, mal se ouvia a voz de seu vocalista, Matthew Tuck.


Na sequência, os competentes músicos do Disturbed fizeram uma boa apresentação, mas não o suficiente para fazer com que eu quisesse chegar mais perto do palco.


Marilyn Manson entrou com força total e fez um show forte e cativante, como sempre. Mas, galera, nunca fui fã do som que eles fazem... OK... O cantor Marilyn Manson tem uma personalidade e presença de palco indubitábel... Todavia, para mim, basta ouvir à distância.


Por fim, me resta elogiar o evento como um todo. Gostei muito do espaço e da organização geral do festival. Já tive a oportunidade de ir a outros shows no Autódromo de Interlagos e confesso que tais experiências não haviam me agradado em nada. Mas parece que finalmente encontraram uma boa fórmula para a realização de grandes espetáculos musicais naquele espaço.


Agora, finalizando esta postagem de forma definitiva, não poderia deixar de agradecer, mais uma vez, meu parceiro de shows, Kleber Belloni, o qual novamente me agraciou com uma entrada VIP. E desta vez, a coisa foi séria... Tivemos acesso ao VIP LOUNGE, com bebida e comida "avonts"... Foi literalmente "dukarai"... Valeu Klebão!!!


Forte abraço a todos e até a próxima.


Betão Star Trips.



Featured Posts
Recent Posts